×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
13 de jul. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Victoria’s Secret & Co. corta funções de gestão e revela nova estrutura de liderança

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
13 de jul. de 2022

A Victoria’s Secret & Co. (VS&Co) anunciou, na terça-feira (12 de julho), uma nova estrutura de liderança empresarial que unirá as três linhas de negócio da empresa – Victoria's Secret, Pink, and Beauty – como uma organização única e colaborativa.


A Victoria's Secret & Co corta funções de gestão e revela uma nova estrutura de liderança - Facebook: Victoria’s Secret


Por sua vez, a empresa cortou cerca de 160 funções de gestão, ou aproximadamente 5% do número de funcionários do escritório em casa. A mudança resultará também numa redução de custos estimada em 40 milhões de dólares (39,84 milhões de euros) na taxa de exploração da empresa numa base anualizada a partir do terceiro trimestre fiscal de 2022.
 
A empresa disse que a nova estrutura foi concebida para permitir a execução da sua estratégia e alimentar os objetivos de crescimento a longo prazo, ao mesmo tempo que aumenta o foco no cliente, e reposiciona os recursos.

"Ao longo do último ano, progredimos numa revolução ponderada do nosso negócio, redefinindo a marca VS e reconstruindo a nossa estratégia de crescimento", disse Martin Waters, CEO da VS&Co.
 
"Podemos agora estabelecer uma melhor ligação e representar os nossos milhões de clientes em todo o mundo", reforçou. "Como resultado, temos um posicionamento de marca mais relevante, sortimentos de mercadorias mais atraentes, e uma cultura mais inclusiva que celebra o nosso povo. Com a nossa revolução de marca bem encaminhada e a ganhar ímpeto, é agora o momento de reimaginar a nossa estrutura de liderança para melhor nos alinharmos com uma paisagem de consumo em mudança e nos tornarmos mais eficientes como organização".
 
A nova organização simplificada acolhe executivos nomeados para três funções-chave de liderança que se reportam à Waters, começando por Amy Hauk, que foi nomeada CEO da Victoria's Secret e da Pink. Hauk é CEO da Pink desde 2018, após mais de uma década de experiência de merchandising em Bath and Body Works.
 
Além disso, Christine Rupp irá juntar-se à VS&Co como diretora de clientes. Rupp junta-se à VS&Co a partir da Albertsons, onde é a principal cliente e diretora digital e trabalha desde 2019. Antes disso, Rupp esteve na Microsoft e na Amazon.
 
Finalmente, Greg Unis, que tem liderado com sucesso os negócios da Victoria's Secret e Pink Beauty desde 2016, foi nomeado diretor de crescimento. Nesta nova função, será responsável pela plataforma VS&Co-Lab, desenvolvimento de novos negócios, expansão internacional, bem como fusões e oportunidades de aquisição.
 
No mês passado, a empresa sediada em Ohio reportou vendas líquidas de 1,484 mil milhões de dólares (1,48 mil milhões de euros) para o primeiro trimestre terminado a 30 de abril, um decréscimo de 4,5%, em comparação com as vendas líquidas de 1,554 mil milhões de dólares (1,55 mil milhões de euros) no primeiro trimestre do ano anterior.
 
Da mesma forma, as vendas totais comparáveis do primeiro trimestre caíram 8%, em comparação com o primeiro trimestre de 2021.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.