Vivarte vende Cosmoparis a Stéphane Collaert e Thierry Le Guénic

O grupo de moda Vivarte (La Halle, Caroll), que enfrenta dificuldades financeiras apesar de ter realizado uma reestruturação recentemente, anunciou na quinta-feira (1) a venda da sua marca de calçado Cosmoparis a dois especialistas em moda e distribuição, Stéphane Collaert e Thierry Le Guénic. No ano passado, os dois empresários já haviam comprado a Chevignon com o apoio do grupo Royer, que recentemente recuperou a Maison Lejaby.


Cosmoparis

Thierry Le Guénic dirigiu a marca Vanessa Bruno de 2014 a 2017, depois de ter sido CEO da Francesco Smalto durante seis anos. Já Stéphane Collaert não é estranho às marcas que pertenciam à Vivarte, uma vez que trabalhou até ao final de 2018 no grupo Hopps, adquirido pela Pataugas em maio de 2017. Anteriormente, ocupou o cargo de diretor-geral da Texier de 2015 e 2017.

"A Vivarte, um grupo francês de moda, calçado e artigos de couro, anuncia a venda da sua marca de calçado Cosmoparis a Stéphane Collaert e Thierry Le Guénic", informou a empresa em comunicado. "A Vivarte continua a concentrar as suas atividades e recursos humanos e financeiros nas suas marcas La Halle, Caroll e Minelli", declarou Patrick Puy, presidente da Vivarte, no comunicado.

Em 2018, a Cosmoparis faturou 18,6 milhões de euros e conta com 75 pontos de venda na Europa (Suíça, Alemanha e Luxemburgo), 67 dos quais em França, com 50 corners em grandes armazéns e 17 lojas próprias. Atualmente, a empresa emprega cerca de 100 funcionários.

Em meados de julho, a Vivarte anunciou a transferência de propriedade para os seus credores por não conseguir cumprir a data de vencimento da sua dívida, marcada para outubro, uma decisão que preocupou os sindicatos. O grupo de distribuição está a sair de um plano de reestruturação de três anos no qual se desfaz da maioria das suas marcas (Chevignon, André, Naf Naf, Kookaï, Pataugas...).


Cosmoparis

Composto por 14 marcas até à chegada de Patrick Puy, cujo perfil de liquidatário e declarações rapidamente levantaram o espetro do desmantelamento por marca, o grupo é agora composto por apenas quatro marcas. Entre estas está a La Halle (fusão da ex-Halles com sapatos e roupa) e a marca de calçado Caroll, bem como a Minelli, cuja oferta de venda foi cancelada pelo grupo por falta de interessados, e a San Marina, que ainda espera um possível comprador.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDistribuição
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER