×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de mar de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Watches of Switzerland a cortar gastos

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de mar de 2020

A Watches of Switzerland, retalhista britânica de relógios suíços, com 16 lojas no Reino Unido, apresentou, segunda-feira (23 de março), uma atualização comercial, dizendo que, nas últimas sete semanas até 15 de março, as suas receitas aumentaram muito além das expectativas. A facturação subiu 16,8%, em relação ao ano anterior, e as vendas like-for-like aumentaram 12%.
 

Watches of Switzerland corta gastos para não ser afectada pela crise - Watches of Switzerland


Isto apesar do facto de a pandemia do novo coronavírus a ter afectado durante o período, com o negócio de viagens e turismo impactado e os eventos de futebol cancelados. O comércio foi, duramente, atingido nas suas lojas nos aeroportos de Londres e Las Vegas. Mas, a empresa com sede em Braunstone (Leicester, Inglaterra), foi capaz de compensar o impacto através de maiores vendas a unidades de consumo doméstico, tanto no Reino Unido como nos EUA.
 
Mas, isso não quer dizer que o boom continue, alertou o CEO Brian Duffy, acrescentando que “tomou medidas para eliminar despesas discricionárias, reduzir o capital de giro e, sempre que possível, atrasar projectos de capital”.

O executivo saudou as medidas governamentais de apoio às empresas e disse que também acautelou medidas “para assegurar a continuidade da proposta de comércio electrónico, esperando-se que as operações online continuem como habitualmente”.
 
A Watches of Switzerland tem um balanço sólido e uma margem financeira e liquidez significativas, possíveis de “gerir através de um período prolongado de encerramento de lojas”.
 
Brian Duffy, CEO da retalhista britânica, aponta o rumo a tomar: “A prioridade é a saúde e o bem-estar dos nossos colegas e clientes, durante estes tempos sem precedentes. Estamos a tomar as medidas necessárias para mitigar e minimizar o impacto desta crise no nosso negócio. Estamos a antecipar a continuação do encerramento das lojas no nosso novo ano financeiro que começa a 27 de abril. Continuamos confiantes nos fortes fundamentos que sustentam a categoria de relógios de luxo, incluindo a sua preservação de grande valor. A procura continua forte e antecipamos que será esse o caso quando o mercado regressar a condições mais normais”.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.