×
374
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Zara continua comprometida com a sustentabilidade e colabora com o prémio CFDA/Vogue Fashion Fund

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 22 de out de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A Zara, a marca principal da gigante têxtil Inditex, apoia a 16.ª edição do CFDA/ Vogue Fashion Fund Design Challenge, organizado pelo Council of Fashion Designers of America (Conselho de Designers de Moda da América - CFDA) e pela famosa revista Vogue, fornecendo materiais sustentáveis para as criações dos 10 finalistas.


Os 10 finalistas da edição 2019 do prémio CFDA/Vogue Fashion Fund - CFDA


A informação, divulgada pelo jornal especializado WWD, foi confirmada por uma fonte da Inditex à FashionNetwork.com. Segundo a fonte do grupo galego, esta iniciativa insere-se na estratégia global de transformação sustentável da Inditex até 2025 e consiste em fornecer aos concorrentes quatro materiais que cumprem o padrão Join Life da Zara: algodão orgânico, linho sustentável europeu, Ecovero e Tencel.
 
O algodão orgânico utiliza fertilizantes e pesticidas naturais, deixando de lado as sementes geneticamente modificadas. Por seu lado, o linho sustentável europeu é uma fibra natural cujo cultivo reduz o uso de fertilizantes. O Ecovero é uma viscose sustentável de florestas responsáveis e certificada pela EU Ecolabel, o que garante que a fibra cumpre os padrões ambientais mais exigentes da União Europeia ao longo todo o seu ciclo de vida. Por fim, o Tencel, também chamado Lyocell, proveniente do eucalipto e outras árvores frondosas, é um material biodegradável.

Entre os compromissos eco-responsáveis da Zara até 2025 estão a utilização a 100% de algodão, linho e fibras de celulose sustentáveis, além de poliéster reciclado. Além disso, a empresa estabeleceu a meta de ter lojas 100% eco-eficientes, que economizarão 20% de energia e 40% de água. Também pretende que todas as suas lojas tenham contentores para reciclagem de roupa e um packaging ecológico, entre outras medidas.

O prémio CFDA/Vogue Fashion Fund foi criado em 2003 com o objetivo de ajudar estilistas americanos emergentes a triunfar no negócio da moda. O primeiro lugar recebe 400 mil dólares, enquanto os dois finalistas seguintes recebem 150 mil dólares cada, além de um programa de orientação. Espera-se que o prémio seja utilizado para desenvolver o negócio dos vencedores em áreas como marketing, relações públicas, produção e vendas.

Desde a sua criação, o prémio entregou 6,6 milhões de dólares a 45 marcas e designers, entre os quais Alexander Wang, Altuzarra, Rodarte e Pyer Moss.
 
Os finalistas da edição deste ano do prémio são Abdul Abasi e Greg Rosborough (da marca Abasi Rosborough), Alejandra Alonso Rojas, Victor Barragan (Barragán), Christopher John Rogers, Hillary Taymour (Collina Strada), Danielle Hirsch (Danielle Frankel), Ra.
 
O vencedor do CFDA/Vogue Fashion Fund deste ano será anunciado a 4 de novembro em Nova Iorque.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.