×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
26 de mai. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Zara encerra operações na Venezuela

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
26 de mai. de 2021

A Zara confirmou o fecho das suas últimas cinco lojas na Venezuela e, com isso, retirou-se oficialmente do mercado latino americano. A marca espanhola era comercializada na Venezuela através de um parceiro comercial, a holding do Panamá, Phoenix World Trade.


A Zara fechou todas as suas lojas na Venezuela - Últimas noticias VE


A Zara está a retirar-se oficialmente do mercado venezuelano com o fecho das suas lojas, retirando placas e móveis e desligando-se totalmente do país. Porém, a marca está longe de deixar de ser utilizada pelos locais.

“Eu vendo roupas da Zara na minha casa, enviam-me promoções dos Estados Unidos, Colômbia ou Panamá e vendemo-las. As coleções da loja nem sempre eram atualizadas ou não tinham todos os tamanhos, por isso encontramos diferentes formas de fazer as coisas”, informou ao site FashionNetwork.com uma comerciante venezuelana, que pediu para não revelarmos a sua identidade.

Por via dos problemas políticos e económicos do país, as empresas locais têm encontrado maneiras de manter as suas marcas, seja através de canais digitais, como redes sociais, ou pequenos espaços em complexos comerciais.

Além do cenário político, os comerciantes sofreram uma queda na faturação com a implantação da Semana Radical, um plano do governo para conter a pandemia, que permite a abertura de lojas uma semana sim e uma semana não. Em meados de maio, o governo venezuelano anunciou a flexibilização parcial da Semana Radical, para proporcionar um respiro ao comércio.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.