×
Publicado em
4 de jun de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Abercrombie & Fitch: retração de 11% nas vendas em lojas no primeiro trimestre

Publicado em
4 de jun de 2014

Para o acumulado do exercício em curso, o grupo Abercrombie & Fitch considera uma retração nas suas vendas compreendida entre 3% e 4% em comparação com o ano anterior. No seu primeiro trimestre, findo a 3 de maio, o grupo constatou um recuo de 2% para 604 milhões de euros (822 milhões de dólares). As vendas nos Estados Unidos contraíram-se 6%, alcançando os 370 milhões, ao passo que a atividade no estrangeiro aumentou 5%, ascendendo a 234 milhões.

A direcção da A&F explica que o trabalho nas colecções femininas parece que começa a dar frutos. Visual A&F.


As vendas em lojas, numa base comparativa, apresentam um recuo de 11%. O grupo foi salvo, em particular, por sua atividade na web, onde as vendas saltaram 27%. No final, as suas vendas numa base comparativa exibiram uma retração de 4%.

Ainda numa base comparativa, a marca Abercrombie & Fitch acusa um recuo de 1%, para 234 milhões de euros, a Abercrombie kids, de 6% com 50 milhões, e a Hollister, de 7% alcançando os 310 milhões.

Se o grupo anuncia que está para colocar um pé na Asos com a marca Abercrombie & Fitch para o próximo Natal, ele, no entanto, continua a apostar na sua rede sob administração direta. Por outro lado, ele interrompeu a atividade da marca Gilly Hicks e fechou em definitivo as suas 24 lojas.

Mas, daqui para o fim do ano, o grupo conta com 15 aberturas de lojas em nível internacional, mirando em particular a Ásia e o Médio Oriente. Depois de ter inaugurado uma ‘flagship’ A&F em Xangai no passado mês de abril, o grupo pretende acelerar a sua atividade no Império do Meio com outra loja já anunciada para Chengdu e com o lançamento nesse país do seu sítio web para o próximo outono. O desenvolvimento das duas marcas deve ser acelerado ao longo de 2015. No Japão, onde duas Hollisters já estão instaladas, o grupo está a preparar a abertura de duas outras no centro comercial Lalaport Tokyo Bay e na cidade de Cobe.

No Médio Oriente, o grupo está a preparar a abertura de uma segunda Hollister em Dubai e de uma primeira em Abu Dabi. Por outro lado, na Europa, a Abercrombie & Fitch não está mais a avançar, numa base comparativa, e parece até mesmo apresentar algumas dificuldades no Reino Unido.

Nos Estados Unidos, o grupo segue com a sua política de fechar lojas menos competitivas. Para 2014, ele prevê de 60 a 70 encerramentos. Em paralelo, o grupo está a converter o seu parque de lojas Hollister em um modelo apresentado como mais produtivo.

No seu primeiro trimestre, o grupo assistiu à sua perda operacional passar de 10 milhões de euros ano passado para 23 milhões. Quanto à sua perda líquida, esta ficou em mais de 17 milhões contra 5 milhões no ano anterior.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.