×
362
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Diretor(a) de Marketing / Marketing Director
Efetivo - CLT · PORTO
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
EL CORTE INGLÉS, GRANDES ARMAZÉNS SA
Vendedores Segmento de Luxo
Efetivo - CLT · LISBOA
SCALPERS
Sales Assistant -Coimbra -Part Time
Trainee · COÍMBRA
SCALPERS
Sales Assistant -Oeiras Park -Part Time
Trainee · OEIRAS
SCALPERS
Sales Assistant -Eci Lisboa -Part Time
Trainee · LISBOA
MINGA LONDON
Criador de Conteúdos Digitais/ Fotógrafo
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 20h - CDI - Lisboa Colombo - H/F
Efetivo - CLT · LISBOA
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. c. Colombo (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. c. Alegro Alfragide (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Strada Outlet Odivelas (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Arrábida Shopping - Vila Nova de Gaia (m, f)
Efetivo - CLT · Porto
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 10h - CDI - Porto Norte - H/F
Efetivo - CLT · VILA NOVA DE GAIA
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Assistente de Vendas - Cascais
Efetivo - CLT · CASCAIS
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Sales Assistant
Efetivo - CLT · LISBOA
LOJA DAS MEIAS
Sales Assistant Loja Das Meias - av. da Liberdade
Efetivo - CLT · LISBOA
Publicado em
19 de jul de 2016
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Alpargatas espera alta de 15% do lucro operativo em 2016

Publicado em
19 de jul de 2016

A Alpargatas prenuncia um bom exercício em 2016. O grupo brasileiro, dono da Havaianas, espera aumentar seu lucro operativo em 15%, chegando aos 652 milhões de reais (cerca de 181 milhões de euros), com a abertura de cinco novas lojas nos Estados Unidos e com a expansão da distribuição europeia da sua marca estrela de sandálias, a Havaianas.

Nova Alpargatas Slim, aposta da Havaianas para o público feminino. - Foto: Havaianas


A companhia espera que as receitas cresçam 20%, indo a 4.100 milhões de reais no período (1.140 milhões de euros), enquanto a Havaianas e o resto das marcas de calçado do grupo ganham impulso em 80 mercados internacionais, de acordo com declarações ao WWD de Fabio Leite de Souza, diretor de relações com os investidores da Alpargatas.
 
"Obtivemos bons resultados no primeiro e segundo trimestre. As vendas da Havaianas melhoraram em relação ao ano passado e as vendas no Brasil avançaram", disse o executivo, acrescentando que o grupo aumentou as exportações em 2015 para compensar o impacto negativo no negócio da recessão brasileira. Já a faturação no mercado internacinal cresceu 33%.

No Brasil, a demanda da Havaianas evolui para cima graças a um corte de preços agressivo e a uma estratégia de reposicionamento posta em prática para ofuscar o principal concorrente do grupo, a Ipanema. Segundo Leite de Souza, a Havaianas acaba de lançar uma nova linha de sandálias muito competitiva em preços para o mercado doméstico, embora se preveja que as vendas de roupas caíam 25% este ano.
 
O executivo contou ao WWD que uns designs de estampados mais simples e fáceis de reproduzir ajudaram a reduzir os custos de produção das novas coleções que competirão em preço com a Ipanema. Os preços de venda se situam em torno de 20 reais, com a intenção de colocar as sandálias ao alcance de um maior número de consumidores e de fortalecer a marca.
 
Nos próximos meses e em meio às expetativas de declínio do mercado brasileiro, a Alpargatas centrará seus esforços em aumentar sua presença nos Estados Unidos, onde já há planos em marcha para abrir cinco novas lojas, Europa e Argentina, país vizinho no qual as vendas dispararam 58% em 2015.
 
A expansão estadunidense chegará em cidades como Miami, Los Angeles, Nova Iorque, Nova Jersey e Las Vegas. Assim, o grupo alcançará as 15 lojas no total no país.
 
Na Europa, o crescimento chegará por meio de lojas de departamentos como Selfridges, no Reino Unido, Galeries Lafayette, França, KaDeWe, Alemanha e El Corte Inglés em Espanha No ano passado, a Havaianas vendeu 12 milhões de pares e controlava 20% da parcela do mercado premium de sandálias, segundo Leite de Souza.
 
Por outro lado, o executivo brasileiro negou os rumores de que o grupo esteja a valorizara venda da Osklen, marca de moda comprada em 2014 por 318 milhões de reais. Em suas declarações, o dirigente manifestou que o grupo espera bons resultados da Osklen no segundo trimestre, ainda que os ambiciosos planos de expansão da marca nos Estados Unidos se desenrolem pelo menos até 2017.
 
Os analistas citados pelo WWD preveem uma melhora nos resultados da Alpargatas devida à queda dos custos e ao aumento das exportações. Além disso, marcas como Rainha e Topper estariam a mostrar uma boa evolução e o grupo estaria a destinar recursos para o aumento das vendas geradas pela licença da marca japonesa Mizuno. As ações da Alpargatas aumentaram de valor 42% no ano passado.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Tags :
Moda
Calçados