×
Publicado em
8 de jul. de 2014
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Andam 2014: como a Kering ajudará Iris Van Herpen

Publicado em
8 de jul. de 2014

Até agora vimos o universo experimental, por vezes espetacular, de Iris Van Herpen em cena ou nos museus. Isso pode mudar rapidamente. A criadora holandesa, que está a preparar um grande projecto junto com Björk, dispõe desde janeiro de 250.000 euros para atender ao projeto de desenvolvimento da sua linha de pronto-a-vestir, lançada ano passado.

Iris Van Herpen outono-inverno 2014. Foto: DR


Nós nos deparamos com ela na passada quinta-feira 3 de julho, no âmbito da cerimónia do Andam Fashion Award 2014, ocasião na qual a brilhante criadora halandesa de 30 anos nos explicou quanto o suporte da Associação Nacional de Desenvolvimento das Artes da Moda ia ser-lhe precioso.

“Estou muito ligada ao saber-fazer tradicional, e o fato de eu me comprometer em colaborar com novos especialistas franceses me parece muito natural”, explicava a designer, que foi o objeto de uma exposição de sucesso no museu da renda de Calais.

Aliás, o benefício pode sobrevir em dois sentidos: “Eu acho que pode também ser apaixonante demonstrar algumas inovações tecnológicas a fabricantes que ainda não ouviram falar delas”, examina, por outro lado, esta adepta da impressora 3D, obsecada pela transformação dos materiais.

Um mentor chamado François-Henri Pinault

“Eu vou acompanhar Iris durante duas temporadas, explicou na quinta-feira à noite François-Henri Pinault ao portal FashionMag. Não no plano criativo, claro, mas no que respeita ao seu projecto de empresa. Nós vamos determinar quais são as suas necessidades nesse estágio do seu desenvolvimento e oferecer-lhe um acesso aos recursos do grupo, em termos de investigação de materiais e de desenvolvimento de produtos. Se ficar evidente que ela tem necessidades específicas que correspondam à perícia de uma das nossas marcas, nós vamos colocá-la em contacto direto com esta marca, para que ela compreenda como as coisas são organizadas”.

Mas mesmo assim? “Por exemplo, no caso de jovens empresas como aquela de Iris, observa-se que os problemas, com frequência, estão ligados à supply chain. É muito difícil encontrar a empresa terceirizada correcta na hora correcta, e a Kering poderá dar-lhe acesso à forma com a qual gerimos toda a nossa cadeia de terceirização em Itália, no que concerne ao pronto-a-vestir, aos acessórios e ao couro, que representa uma das nossas grandes perícias... Estou certo de que Iris vai ser muito feliz!”

Este suporte financeiro vai permitir que Iris Van Herpen “demonstre, de uma forma satisfatória, as coisas aos consumidores de moda, avaliou por seu turno Bradly Dunn Klerk, director da marca Iris Van Herpen, com o qual nos deparamos nos bancos da ArtEZ, a Academia de Arte e de Design de Arnhem (Holanda). Trata-se agora de oferecer roupas que as mulheres possam usar e as quais elas continuem a apreciar durante algum tempo”, reiterou o director.

Para conquistar o júri do Andam Fashion Award 2014, Iris Van Herpen apresentou três silhuetas numa antecipação da sua terceira colecção de pronto-a-vestir, iniciada em 2013 depois de vários anos no calendário da costura. A nova linha é distribuída sob os termos de um acordo com a agência Tomorrow, sediada em Londres.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.