×
425
Fashion Jobs
PRIMARK - PORTUGAL
Estágio Curricular Manager Comercial
Efetivo · PORTO
SACOOR BROTHERS
Brand Manager (m/f)
Efetivo · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. Comercial Ubbo Alfragide
Efetivo · Lisboa
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Porto
SALSA
Conversion Rate Optimization Specialist – Otimizar a Experiência de Compra no Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
HR Specialist - Gbs Operations - General Admin (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager - Fulfilment Programs (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply / Fulfillment (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Procurement Manager (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sap sd (Afs & s4/Hana) (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior HR Specialist - HR Systems Support (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - Systems Support (M/F/D)
Efetivo · Porto
Por
Europa Press
Publicado em
20 de ago. de 2015
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Cara Delevingne anuncia o abandono das passarelles

Por
Europa Press
Publicado em
20 de ago. de 2015

Nova Iorque (TRENDSmérica) – Aos 23 anos, a 'it girl' Cara Delevingne está desde 2011 a conquistar o mundo da moda que parece se ter rendido ao seu olhar felino e às suas marcantes sobrancelhas, que fizeram com que ela ganhasse fama numa campanha Burberry.
 
Protagonista de campanhas das principais marcas da indústria, desde Chanel até Topshop, passando por outras como Mango, a jovem Cara disse basta.

A britânica Cara Delevingne - Getty


Assim o declarou numa entrevista concedida ao 'The Times', na qual se mostra muito crítica em relação à indústria da moda e anuncia que em breve abandonará as passarelles para centrar-se em outros projetos, em especial os cinematográficos.
 
"Esqueci-me da jovem que era, me sentia velha".

"Desfilar realmente não me fazia crescer como ser humano. De alguma maneira, esqueci-me da jovem que era... me sentia tão velha", confessou a manequim britânica.
 
Há algum tempo, a modelo sofre de psoríase, uma doença que afeta a pele, sobre a qual já falaram outras colegas da moda. Segundo Delevingne, o frenético horário a que se via submetida foi o que desencadeou a doença.
 
"As pessoas colocavam luvas porque não queriam me tocar, pensavam que tinha lepra ou algo similar", declarou Cara, cujas marcas são escondidas pelas equipas de maquiagem.
 
No entanto, os horários não foram a única razão que a levou a tomar esta decisão. A icónica manequim disse que se sentia "vazia, viajando durante meses e meses, sempre no limite".
 
Segundo Cara, esta situação afeta mentalmente: "Você odeia si mesma e seu corpo. O seu aspeto simplesmente piora", confessou.
 
O assédio sexual na moda
 
Durante a intensa entrevista, a jovem falou ainda sobre as poses sexuais excessivamente sugestivas que lhe pediam para fazer quando apenas era uma adolescente. Ao ser uma novata no mundo da moda, Delevingne disse que sentia que não se podia negar aos nus ou às poses sugestivas.
 
"Sou um tanto feminista e essas coisas me deixam mal", explicou. "É horrível e repugnante, estamos a falar de meninas muito jovens que se veem submetidas a isso...".
 
Das passarelles à sétima arte
 
Na atualidade, a multifacetada Cara está a centrar-se na sua carreira como atriz. Após o filme 'Esquadrão suicida', acaba de estrear 'Cidades de papel' e parece sentir-se mais confortável na sétima arte.
 
"Agora sou a pessoa mais feliz de todo o mundo", disse Delevigne, embora tenha admitido que foi também vítima do assédio sexual dentro do cinema, mas que é "pior no mundo das manequins".

Copyright © 2022 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.