×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de dez. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Kanye West processado por agente de sourcing por falta de pagamento

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de dez. de 2017

A empresa West Brands Fashion LLC, de Kanye West, está a ser processada por uma antiga agência de sourcing de Istambul que afirma falta de pagamento pelo trabalho realizado nas temporadas 2, 3 e 4 da linha Yeezy.


Derya Gulseven alega que a West Brand lhe deve dinheiro pelo trabalho realizado para as temporadas 2, 3 e 4 da linha Yeezy - YeezySupply.com


Derya Gulseven apresentou a queixa em novembro, alegando que foi contratada para encontrar fabricantes para a roupa da Yeezy no Peru. A sua empresa, a Dde Sourcing, foi contratada em 2015 para fornecer "soluções de compras, fabrico e geração de sourcing" para a segunda temporada da linha Yeezy, de forma que esta pudesse ser criada a cada temporada e distribuída nos Estados Unidos.

O vestuário Yeezy em questão é vendido através do site YeezySupply. Trata-se de uma vertical diferente do calçado e demais vestuário fabricado, comercializado e distribuído em colaboração com a Adidas.

De acordo com a queixa, Gulseven foi cortada do acordo final entre a fábrica e a West Brands. Segundo a Gulseven, a West Brands teria feito um acordo final diretamente com a fábrica que esta encontrou. Gulseven alega que isso a privou da sua comissão de 7% de 1.25 milhões de pedidos da Yeezy, ou 87.000 dólares.

Apesar do problema, Gulseven concordou em trabalhar com a West Brands novamente para a terceira temporada da Yeezy. De acordo com a queixa, naquele ano Gulseven encontrou uma fábrica para produzir o pedido de 2,4 milhões de dólares da Yeezy. Apesar de constar no contrato que receberia uma comissão de 7%, Gulseven afirma que recebeu apenas 4%, ou 77.246 dólares. Gulseven alega que não houve explicação sobre a mudança da taxa de comissão.

Depois de duas temporadas a ser, supostamente, enganada, Gulseven ainda assim decidiu trabalhar novamente com a Yeezy para a quarta temporada. De acordo com a queixa, mais uma vez não foi paga pelo seu trabalho.

Na queixa, Gulseven alega que sofreu 228.000 dólares em danos. Pede também pagamento por danos punitivos, que o tribunal pode atribuir a seu critério como forma de punição quando o comportamento de um réu é considerado prejudicial.

Kanye West ainda não respondeu ao processo.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.