×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
27 de set. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

L'Oréal: Nestlé não vai vender a sua parte

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
27 de set. de 2017

Zurique, 26 de setembro de 2017 (AFP) - A Nestlé pretende manter a sua participação na gigante de cosméticos L'Oréal, afirmou Ulf Mark Schneider, responsável pelo grupo suíço, durante uma reunião dos investidores realizada na terça-feira, pondo fim aos rumores que surgiram na semana passada sobre uma possível venda. 


Ulf Mark Schneider - AFP


"A nossa abordagem sobre esse assunto não mudou", disse Ulf Mark Schneider, que assumiu as rédeas da Nestlé no início de janeiro, sobre os 23,29% que o grupo suíço detém na L'Oréal.

O falecimento de Liliane Bettencourt na semana passada reacendeu imediatamente as questões sobre o futuro do acordo dos acionistas da L'Oréal. A relação entre a Nestlé e a L'Oréal faz parte de uma "parceria estreita e duradoura", disse Ulf Mark Schneider, ressaltando que essa parceria foi um investimento "fantástico" para o grupo suíço e que representa cerca de 10% da sua capitalização de mercado.

O futuro desta participação é constantemente questionado e já havia sido tema de rumores em junho, quando o fundo ativista Third Point tentou fazer com que a Nestlé a vendesse. Segundo o fundo, o valor é de cerca de 25 biliões de dólares, montante que a Nestlé poderia usar para outros fins.

A Nestlé adquiriu a sua participação em 1974, a pedido da família Bettencourt, que temia uma possível nacionalização se a esquerda chegasse ao poder em França. Os dois grupos também estreitaram a relação através da co-gestão do laboratório de dermatologia Galderma, que a Nestlé finalmente assumiu na totalidade em 2014, quando reduziu a sua participação na L’Oréal, de 29,4% para 23,29%.

O acordo dos acionistas na sua versão atual contém uma cláusula que impede a venda das ações da família Bettencourt e da Nestlé. Esse acordo é válido até seis meses após a morte de Liliane Bettencourt. Na terça-feira, as ações da Nestlé aumentaram 1,36% para 82,20 francos suíços num mercado suíço em alta de 0,12%.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.