×
Publicado em
1 de dez. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Mapic não vê a crise em Cannes

Publicado em
1 de dez. de 2014

Um sucesso. Assim Nathalie Depetro, diretora do Mapic, comenta a vigésima “edição do encontro virado ao mercado imobiliário comercial, que acaba de terminar em Cannes.

O Mapic foi muito ativo. Foto: Pixel Formula - Pixel Formula


Para ela, mas também para muitos dos profissionais que sondamos, sejam promotores, marcas ou agentes imobiliários, o Mapic mantém, ao longo do tempo, e até mesmo melhora o seu nível de profissionalismo tato quanto possível. Basta dar uma olhada nas conversações nos expositores e acompanhar os encontros para se ter uma ideia da seriedade do salão.

É certo que alguns objetarão que, na visão dos expositores dos promotores, os projetos continuam a fervilhar em um mundo que, contundo, mudou muito, haja vista a crise. Como diz um desenvolvedor de um grande grupo especializado na distribuição, “ao ouvir os promotores, tem-se a impressão de que nada mudou”.

Os fogos de artifício dos 20 anos. Foto: Pixel Formula


Aliás, o Mapic poderia ser enganador em matéria de crise da forma como o encontro alcança dinâmica. Mas a razão disso é também e provavelmente a sua internacionalização.

Eram cerca de 75 países representados, via notadamente 2.400 marcas. “Por exemplo, sublinha a diretora do Mapic, 170 empresas americanas estavam presentes, marcas e promotores, ou seja, um crescimento de 40% da participação dos Estados Unidos”.

Nada surpreendente já que o Mapic escolheu os Estados Unidos como o país a ser homenageado em 2015!

Atendo-se aos números, os participantes franceses continuam a ser os mais numerosos, seguidos dos Italianos, dos Russos e dos Ingleses.

Se a diretora do Mapic constata um crescimento dos conceitos ‘food’, por exemplo, e das atividades de lazer, ela sublinha que o setor da moda é ainda líder, “porque o setor se exporta com mais facilidade”. Ela destaca também um crescimento da digitalização dos pontos de venda e dos centros que justifica, segundo ela, o Digital Summit, organizado agora em formato de “encontro restrito” na véspera da abertura do salão.

Houve também o aniversário. Tendo como ponto alto os fogos de artifício, depois do jantar dos Mapic Awards. E, durante a edição do salão, as estrelas, colocadas no piso, proporcionavam o giro pelo palácio dos festivais. Uma piscadela de olho a Hollywood, tendo no interior o nome dos pioneiros, os participantes no Mapic que estavam ali na primeira edição, há 20 anos.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.