×
361
Fashion Jobs
UNREAL FIELDS
Creative/Art Director
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Commercial Product Manager - Work With Product in The Fashion Business
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
LION OF PORCHES
Fotógrafo (m/f) – Vila do Conde
Efetivo - CLT · PORTO
BWGROUP
Fashion Styling And Production
Efetivo - CLT · BRAGA
BWGROUP
Fashion Design Intern
Estágio · BRAGA
SALSA
E-Commerce Assistant
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Credit Control Specialist (Fluente em Inglês) – Oportunidade de Trabalho Diversificado e Dinâmico
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
CONFIDENTIAL
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Famalicão - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Freeport - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Alcochete
BWGROUP
Controle de Qualidade / Tabelas de Medidas
Efetivo - CLT · BRAGA
LEVI'S
Part-Time 20h Levis el Corte Inglês Gaia
Efetivo - CLT · Vila Nova de Gaia
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Wshopping (Santarém) - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Évora
Por
Portugal Textil
Publicado em
4 de abr de 2018
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Moda na crista da onda

Por
Portugal Textil
Publicado em
4 de abr de 2018

O surf e a moda não são corpos estranhos. Há décadas que as duas indústrias se cruzaram para dar origem a coleções de surfwear. Esta primavera, da linha Fenty by Puma à Michael Kors, da Coach à Gucci e da No. 21 à Louis Vuitton, o vestuário do segmento volta a fazer ondas no guarda-roupa.

Onda Wetsuits


ohn Moore, fundador e diretor criativo da marca de lifestyle Outerknown, acredita que, desde que está envolvido na indústria da moda, a passerelle sempre fez referências mais ou menos declaradas ao surf. As marcas de surf sempre estiveram atentas ao que acontece na moda, embora, segundo Moore, muitas delas provavelmente não o admitam. A apropriação e o fascínio, revela ao portal de moda Fashionista, «têm dois sentidos e duram há anos».

Moore cita a propósito designers como Proenza Schouler e Hedi Slimane, que muitas vezes exploram os estilos “surfer” e “skater” nas coleções que desenham.

Uma das coleções favoritas do fundador da Outerknown é a “Black Palms”, de Raf Simons, apresentada para a primavera-verão 1998. «Aqueles estampados de palmeiras ficaram-me na cabeça», reconhece.

Com uma receita anual de cerca de 7 mil milhões de dólares (aproximadamente 5,7 mil milhões de euros), a indústria do surf é pequena, mas poderosa – em comparação, o negócio do skate está atualmente avaliado em 5 mil milhões de dólares.

No entanto, o mais importante é que o negócio do surf está a crescer, com uma pesquisa de mercado a projetar que alcance os 9,5 mil milhões de dólares até 2022. Para isso, a indústria precisa de atrair um público mais vasto. A passerelle é uma ótima porta de entrada.

«A comunidade de surf é pequena, mas é protetora e impressionante. Espero ver muito mais dos dois mundos em colisão», afirma Kelia Moniz, surfista patrocinada pela Roxy, marca pioneira em surfwear feminino.

Costa portuguesa

Em território nacional, também as coleções da Seapath e da Pacifique Sud, da Onda Wetsuits e da Deeply se têm deixado inspirar pelo movimento das ondas.

A Pacifique Sud conta já com os vários modelos do seu popular Poncho Surf, peça de vestuário dedicada à prática desportiva que nasceu depois de os sócios terem percebido uma lacuna «na oferta de uma peça que é transversal a idades e géneros», como explicou o sócio João Freitas ao Portugal Têxtil.

Já o nome Seapath bebeu inspiração, precisamente, na paixão do fundador da marca, Mário Martins, pelo surf, «mas sobretudo pelo mar, daí acharmos que o nosso caminho para a felicidade seja o mar», indicou, também, ao Portugal Têxtil.

A Onda Wetsuits tem vindo a afirmar-se na costa portuguesa desde 1999 e, cada vez mais, nas águas do Velho Continente.

O ano de 2018 será de novos desafios para a marca detida pela P&R Têxteis, com a entrada no mercado norte-americano, a parceria com a Praia do Norte na Nazaré – onde a marca testa os produtos – e o investimento na participação na feira americana Surf Expo.

Já a Deeply, referência do surfwear nacional, assumiu em 2017 novos desafios, sendo alvo de um rebranding e reforçando os laços que a unem a uma das maiores estrelas do surf nacional, Vasco Ribeiro.

Copyright © 2021 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.