×
Por
Agência LUSA
Publicado em
18 de out. de 2013
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Portugal Fashion: Moda e negócios desfilam juntos com aposta no "showroom" Brand Up

Por
Agência LUSA
Publicado em
18 de out. de 2013

Porto – Para dar ao evento de moda um cunho comercial, o 33.º Portugal Fashion estreia o Brand Up, um ‘showroom’ onde os criadores podem mostrar e vender as coleções ao público e a 30 agentes de compras nacionais e internacionais.

A próxima edição do Portugal Fashion, com as propostas primavera/verão 2014, decorre a partir de quarta-feira até ao dia 26 de outubro, estando o primeiro dia marcado para Lisboa, como já vem sendo hábito, e seguindo depois para três dias na Alfândega do Porto, o ‘quartel-general’ do evento.

Foto: Portugal Fashion


Uma das novidades é o ‘showroom’ Brand Up, que, de acordo com a antecipação da organização à agência Lusa, constitui "uma mostra de coleções de criadores e marcas de vestuário, aberta ao público em geral, mas também dirigida a agentes de compras especializados".

Anabela Baldaque, Júlio Torcato, Katty Xiomara, Luís Buchinho, Concreto, Vicri ou Dom Colletto estarão presentes neste ‘showroom’ - que se realiza nos dias do evento no Porto - com "um papel eminentemente comercial, funcionando como complemento da apresentação das coleções em passerelle".

Em declarações à agência Lusa, o criador Luís Buchinho considerou que "hoje em dia nem se deveria falar em fazer um desfile sem haver um ‘showroom’ em paralelo porque não faz sentido tanto investimento em imagem sem haver depois um retorno financeiro, que divulgue a marca num patamar mais comercial". "Não há nada como fazer compras no calor de um desfile. Os compradores poderem ver a coleção, como é que ela veste, qual é a sua imagem global, qual é o conceito da coleção criada para a estação e no dia seguinte verem a coleção no ‘showroom’ e poderem fazer encomendas para as terem passado quatro meses", explicou.

Na opinião do designer, "o que faltava era esta ferramenta para poder atingir um público multimarca que de outra maneira não teria acesso à coleção de uma forma tão simples".

A organização do Portugal Fashion convidou cerca de 30 agentes de compras nacionais e internacionais, provenientes de França, Espanha, Inglaterra, Suécia, Suíça e Estados Unidos da América, que poderão ver de perto, depois do desfile na passerelle, as propostas para o próximo verão.

Já o público terá a oportunidade de ver e comprar as coleções outono/inverno 2013-2014. “Os ‘showrooms’ são uma componente fundamental dos grandes eventos de moda, na medida em que acrescentam ao lado espetacular e artístico da passerelle a vertente comercial ‘tout court’. É, pois, com muita satisfação e interesse que o Portugal Fashion inclui o Brand Up na sua programação”, disse Manuel Teixeira, presidente da comissão executiva da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, entidade responsável pela organização do evento.

Manuel Teixeira sublinhou que “foi feito um grande esforço para garantir a presença de agentes de compras estrangeiros, de forma a promover a internacionalização da moda portuguesa fomentando as relações comerciais além-fronteiras de criadores e marcas”.

O Brand Up decorre em simultâneo com os desfiles na Alfândega, embora com um horário alargado, estando aberto das 15:00 às 23:00, com entrada livre.

Copyright © 2023 Agência LUSA. Todos os direitos reservados.