×
371
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Première Vision Pluriel sacode sua política de marcas

Publicado em
today 17 de set de 2014
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Sai Première Vision Pluriel, chega Première Vision Paris. Agora detentora de seis salões parisienses que compõem o Pluriel, a Première Vision SA não para por aí, rebatizando todos os seus diferentes encontros, tanto os franceses como os estrangeiros.

O salão Première Vision, que decorre neste momento em Villepinte (França). Foto: Matthieu Guinebault/FashionMag.com


Assim, o salão têxtil Première Vision vai chamar-se agora de Première Vision Fabrics, enquanto o encontro dos fios e fibras, Expofil, torna-se Première Vision Yarns.

O Cuir à Paris torna-se, por sua parte, Première Vision Leather, e a mostra de fornecedores para a moda e os acessórios, Modamont, tomará o nome de Première Vision Acessories.

O Indigo, salão do design têxtil, será chamado a partir de agora de Première Vision Design. E a mostra do ‘sourcing’, Zoom, vai apresentar-se como Première Vision Manufacturing.

Uma grande agitação, cuja primeira consequência visível será a constituição de um portal em linha único. O PremiereVision.com, bem ali onde os sítios dos diferentes salões eram antes simplesmente ligados pelo principal sítio Première Vision Pluriel.

Uma designação que desaparece também. A grande edição parisiense, do início de 2015, portará assim o nome de Première Vision Paris, alinhando-se às designações já instituídas nos encontros chinês, americano, brasileiro e turco (a decorrer de fato em outubro) da Première Vision SA.

O Première Vision Paris e os seus diferentes salões encontram-se sob a direção de Gilles Lasbordes. O dirigente havia assumido sucessivamente a direção dos salões Expofil, Indigo e Modamont, tendo sido por fim nomeado diretor-geral adjunto da empresa organizadora Première Vision SA, nos inícios de 2013.

“Conseguimos difundir com mais força uma marca do que dez, explica Philippe Pasquet, presidente do conselho de administração da Première Vision SA. “Vemos isso ocorrer em outros grupos, como P&G e muitos outros, que simplificam todos os seus portefólios de marcas”.

“Através desta nova política de marca, buscamos aumentar a atratividade, o tráfego da visitação entre os diferentes salões, o enriquecimento da oferta transversal e a simplificação da elegibilidade dos nossos salões”.

“Com isso teremos, de um lado, uma marca mundial, um guarda-chuva, que se torna também a ponta da lança dos nossos eventos”, reitera Philippe Pasquest.

“E, no interior, reagrupamos especificidades do negócio que conhecemos bem, o qual vamos não apenas manter, mas principalmente fazer crescer”.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.